sexta-feira, 3 de julho de 2020

PPR Mês de Junho


E no mês de junho manteve-se a recuperação lenta mas positiva. É o que queremos não é?
Conforme referido até aqui vamos começar a reforçar o PPR mas repartindo por vários dias e neste caso vamos distribuir o valor por vários meses para atingirmos o valor máximo de dedução fiscal. 

Estivemos também a fazer contas e compensa fazer o PPR também para o marido para podermos usufruir os dois titulares do IRS

terça-feira, 30 de junho de 2020

Reembolsos de viagem de avião

notas, máscara cirúrgica, passaporte e avião em miniatura sobrepostos

Como vos tinha dito aqui a Ryanair decidiu cancelar a viagem dos meus pais (não sei porquê, era um voo interno nacional, não fez qualquer sentido), pelo que tivemos de preencher os formulários para o pedido de reembolso. Acho que o processo não é nada simples (já tinham os dados todos dos passageiros, mas obrigaram-me a preencher os dados todos no pedido de reembolso), para além disso, depois de preencher tudo, não recebi nada a alertar que tinha sido submetido com sucesso, nem um nr de reembolso que pudesse acompanhar. Passados uns dias recebi outro e-mail a alertar-me que podia pedir um voucher e blá blá, pensei que talvez não tivesse feito corretamente o pedido e repeti tudo novamente, no final resultou a mensagem "Já tem um processo de reembolso", mais uns dias depois recebi novo email a incentivar-me para o voucher ao invés do reembolso, que era mais rápido e menos burocrático, mas não é isso que prentendo. Sei que vai demorar a devolução, mas posso esperar. Já coloquei na agenda uma anotação para daqui a uns meses me lembrar de fazer o ponto de situação.

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Fui e vim de férias

Fui de férias, mas não esqueci o ambiente! – Something More

Tenho estado de fériaaaaas upi!! 
Foi por isso que andei desaparecida.. bons motivos hein! E como correram? 

Ora bem, como sabem, já tinhas as férias reservadas desde janeiro que tinha conseguido nas promoções de Janeiro! Podem ver aqui

Com as questões do Covid cá em casa muito especulamos sobre se haveriam ou não férias, e eu só pensava que depois do desconfinamento só queria pf ir de férias. 

Alterações sofridas:
- Cancelaram a viagem de avião dos meus pais e sobrinhos (tivemos de substituir por carro) também irei ter um novo post sobre isso

- O hotel que tinhamos reservado iria estar fechado mas deram-me várias alterativas de hóteis do grupo semelhantes.

Olhando para trás acho que o preço foi mesmo uma pechincha, nem digo pela qualidade mas por tudo. 
Ficamos num quarto familiar, ou seja basicamente um T3 com 3 quartos, 4 Casas de Banho, uma sala e duas varandas magnificas.
Foram basicamente 60€ por pessoa/dia, para além do alojamento estavamos num "Tudo incluído" então esses 60€ incluiam também as refeições principais (pequeno-almoço, almoço e jantar), mas também lanche e claro bar aberto.

Não achei a comida nada de especial, achei que era mesmo assim o suficiente em termos de qualidade, mas havia muita variedade.

O hótel era muito bom, tinham 10 piscinas que permitia que as pessoas se dispersassem, tinha uma equipa de animação fantásticas que tinha uma série de atividades programadas todos os dias para crianças e adultos, música ao vivo todas as noites e ainda um comboio com acesso à praia. 
Por isso 60€ fico surpreendida por termos conseguido este preço. Já estou a pensar nas férias do próximo ano :P 

E vocês? Que tal essas férias?

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Educação Financeira #6

Caderno de Educação Financeira para o 1º ciclo | Direção-Geral da ...

Estes cadernos são maravilhosos, foram feitos em parceria com o ministério da educação e creio que são optimos para as férias. Têm imensas atividades como sopa de letras, ligar as colunas, textos e perguntas, adaptadas a cada ciclo de ensino (são três, um para cada ciculo de ensino).

Apesar de os ter fisicamente, estão também disponíveis on-line em pdf. 

Podem descarrega-los aqui:




E se procurarem encontram também em inglês ;)

quinta-feira, 11 de junho de 2020

Mediadores Imobiliários Sim ou Não?


Gosto de saber em que mercados me meto e portanto antes de fazer qualquer investimento ou até mesmo de colocar qualquer imóvel para alugar, pesquiso, faço estudos de mercado, avalio, faço contas, vejo quem é o público-alvo e mais um par de botas. Faço isso porquê? porque se ficar sem o dinheirinho é o meu dinheirinho. Sempre fui assim. Gosto de saber. Mas nunca desconsiderei a ajuda dos mediadores imobiliários, apesar de sinceramente nunca ter tido muita sorte nos que me passaram pelas mãos. Vamos começar pelo início:

- Até à data nunca comprei nenhuma casa que não fosse através de imobiliárias, no entanto sei de familiares que já o fizeram e consideraram um processo fácil. Sei que provavelmente um dia farei esse caminho, mas ainda não aconteceu.
- As imobiliárias onde compramos casa, senti que nem eram bons nem maus, mas que houve momentos que não salvaguardaram os nossos direitos básicos, como por exemplo o facto de irmos recorrer a um crédito bancário e no CPCV não terem colocado a cláusula bancária (sinceramente!!!)

- Ao nível de arrendamento nunca aluguei por nenhuma imobiliária e também nunca coloquei em arrendamento através de nenhuma imobiliária. Domino o mercado nesse campo, tento manter-me atualizada, organizo-me e até à data nunca correu mal. Mas devo dizer que já tive familiares que o fizeram e arrependeram-se profundamente. Creio que é muito importante o momento da visita com o proprietário para as pessoas se conhecerem e perceberem se são compativeis. Já me aconteceu por vezes deixar de arrendar mesmo quando as pessoas cumpriam os requisitos por não me identificar com o tipo de discurso utilizado e o inverso também, ou seja, termos arrendado com um preço negociável a uma pessoa apesar de termos outras que nos davam o valor sem negociação, porque gostamos dessas pessoas. Acho importante este fator de conhecer os inquilinos antes de assumirmos qualquer compromisso.

- Agora a pessoa que nos tinha vendido a última casa, fartou-se de nos ligar desde que a compramos sempre no "forcing" para a vendermos, quando souberam que estava alugada disseram que o preço era ótimo. Disse que não era ótimo, mas que tinhamos tido a necessidade de a alugar apenas num fim-de-semana e por isso não colocamos um preço mais alto. Continuou a dizer que era um otimo preço e bláblá. Conclusão, lá acedemos a colocar a casa à venda, supostamente por 6 meses, apesar de nos terem dito que em 2 meses estaria despachada. Claro que nos primeiros dois meses nem uma visita, depois quando lhe disse que em 2 meses nem uma visita, lá arranjou duas. Logo a seguir veio o Covid e como sabemos o mundo parou. Para além de tudo isto, tinhamos acordado que a ser vendido seria vendido com as inquilinas. Mas não sei o que ela lhes disse que nesse mesmo dia me ligaram super preocupadas. Tranquilizei-as e disse-lhes que estavam sempre salvaguardadas com o contrato e quais as minhas intenções, mas a verdade é que nunca mais ficaram tranquilizadas e eu aprendi a lição. No mês passado disseram que iam sair e portanto foi começar a organizar as coisas para colocar em momentos pós-confinamento mas ainda em tempos de covid para a casa voltar a entrar em mercado de arrendamento ou a vender.

Tive duas semanas para definir o plano e tinha 5 dias em tele-trabalho para o cumprir, mas felizmente em 72h ficou tudo resolvido:
- receber as chaves das anteriores inquilinas e verificar as reparações que seriam necessárias
- agendar as visitas para compra 
- vender os móveis que estavam no apartamento uma vez que tinhamos decido alugar/vender sem mobilia
- agendar limpeza a fundo ao apartamento
- agendar visitas para arrendamento
- fechar contrato de arrendamento e entregar as chaves

Estão a imaginar a correria nas horas de almoço e a partir das 17:30h? xiça :X foram dois dias e meio muito intensos, mas valeu a pena.

A casa saiu definitivamente de venda, mas dizer-vos que com um anúncio num site apenas duas semanas que tivemos agendadas 3 visitas, cumpriram-se 2 e houve 1 proposta. O que esteve a mediadora ou promotora imobiliaria a fazer?

Felizmente apesar de ter tido centenas de contactos para arrendar, a primeira pessoa a visitar, gostou muito do apartamento e eu também gostei muito da pessoa e fechamos logo contrato.

Por isso, respondendo à pergunta do título, no meu caso não. Mas não posso deixar de dizer que para muita gente estes serviços podem ser úteis. Não querem ter trabalho, não querem pesquisar, etc etc.

terça-feira, 9 de junho de 2020

PPR mês de Maio

E pronto o PPR lá continua a ir recuperando.. aos pouquinhos e uns meses mais do que outros, mas até acho que junho até vai ter uma boa recuperação.. veremos :)
Sei que devia ter feito um reforço e provavelmente a mina entrega anual no mês de março, estaria já a ganhar nesse montante cerca de 4% mas estava tudo tão incerto que preferi ficar quieta.

Para diminuir o risco de entrada em pico, irei repartir por vários dias ou meses quando o fizer.

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Take Away

Take Away (Lista actualizada) - Ericeiraonline

O meu pai decidiu ir buscar take-away para o nosso almoço, quando chegou disse que era só uma dose mas aquilo parecia muito. Perguntei logo quanto tinha pago e fiquei surpresa quando me disse 12€. Resultado deu para dois almoços para os dois, 3€ cada, bom e barato não é? :P