quarta-feira, 12 de maio de 2021

Desculpem o desaparecimento

 

Desculpem o desaparecimento mas realmente este ano tem estado a correr a um ritmo alucinante e nem sempre dá para chegar a todo o lado.

No trabalho a empresa está a crescer (ainda bem!) mas temos sofrido dores de crescimento, contratar pessoas, formá-las quando o tempo já é escasso para as tarefas diárias tem tido as suas consequências no nº de horas trabalhadas e no cansaço que se vai acumulando. Ao fim de semana tenho deixado o computador propositadamente no escritório exatamente para não cair em tentações de ir adiantar trabalho e dedicar-me só a descansar.


Prometo tentar regressar em breve.. espero.

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Roupa em 2ª mão



Depois de no ano passado, não ter gasto praticamente dinheiro nenhum em roupa, salvo:

- um pijama

- cuecas

- Dois conjuntos de trabalhar por casa

- umas calças que seriam para andar por casa - mas que não me servem


Este ano e por necessidades do trabalho, tenho de investir um pouco em roupa mais formal. O que vou optar por fazer? investir em básicos seja t-shirts, tops e camisolas de alças e compus os blazers - que os que tinha já não me serviam. 

Os blazers depois de uma pesquisa no marketplace do facebook despachei logo e já chegaram. 

Comprei 5 blazers por 42€ (a pessoas diferentes), todos em segunda mão apesar de alguns ainda virem com etiqueta. 

Em relação às calças, creio que passarei bem com as que tenho, não são tão classicas, mas dão bem para o gasto e agoro ver um blazer com t-shirt e calças de ganga, principalmente numa altura em que reuniões são todas on-line.

Os básicos tenho tido mais dificuldade em encontrar. Se calhar terei de esperar que as lojas reabram..


segunda-feira, 19 de abril de 2021

Utilização de aplicações de combate ao desperdicio alimentar



 Fui com um colega vizinho ao escritório, e quando iamos regressar, lembrei-me de ir ver à aplicação de combate ao desperdicio alimentar se tinha lá alguma coisa perto que pudesse trazer para ser o jantar. Vi que havia disponibilidade numa restaurante onde costumamos ir almoçar e disse-lhe. 

Primeiro pensamento dele: - Mas isso não é aquela aplicação dos restos?

-.- Não! É dos excedentes diários, não são restos!

Hum.. não sei se confio muito, mas está bem. - Disse-me ele

Havia 5 sandes disponíveis na aplicação e encomendamos as 5 para levarmos para casa. Quando lá chegamos eles fizeram as sandes na hora, mas apenas com os ingredientes que tinham sobrado e não pudemos obviamente escolher. 

Ele saiu de lá extasiado porque pagou menos 50% pelas sandes e porque percebeu que afinal não são mesmo os restos das outras pessoas, mas antes os excedentes do dia para combater o desperdício de alimentos!

E assim compramos um jantar e assim ajudamos um negócio e assim contribuimos para a redução do desperdício alimentar!

quarta-feira, 14 de abril de 2021

A "Sorte"



Desculpem, mas ainda sobre este livro, um dos temas abordados era a questão da sorte e de como muitas vezes a questão do trabalho de preparação prévia e de aguardar a oportunidade é confundido com uma questão de sorte. E acho que isto se aplica a todas as áreas, seja laboral, seja de investimentos ou até outras. Por isso quero lançar o debate, dando dois exemplos.

Exemplo 1: uma pessoa começa a constatar (consultando por exemplo anúncios de emprego) que um dos requisitos necessários para a função que pretende é falar fluente e perfeitamente a língua inglesa, então investe (o seu tempo e dinheiro) a realizar um curso para aperfeiçoar o seu inglês. Passado uns tempos, surge a oportunidade, candidata-se e fica com a função, o colega do lado pode dizer, que sorte ela já ter feito o curso, parece que adivinhava, quando na realidade a pessoa apenas se preparou. 

Outro exemplo: uma pessoa começa a pensar investir no ramo imobiliário e começa a estudar o mercado onde pretende investir, bem como a delinear o método de investimento e de rentabilidade. Vai colocando alertas em motores de busca e analisando todas as casas que entram no mercado para perceber se vão ou não de encontro ao que pretende. Pode demorar meses a encontrar uma boa oportunidade e nessa altura tem tudo preparado para avançar com o necessário. Obviamente que quem não está por dentro de tudo aquilo que foi a dedicação e estudo da pessoa para se posicionar de forma correta, pode pensar que foi uma sorte ter encontrado e conseguido aquele negócio. 

Acho que no fundo também usamos esta questão da sorte para nos desresponsabilizarmos por aquela que é a nossa sorte.


quinta-feira, 8 de abril de 2021

O homem mais rico da babilónia

 



Acabei de ler este livro e é incrivel como um livro com quase 100 anos tem em si todos os ensinamentos básicos sobre educação financeira e finanças pessoais. É um livro que recomendo pela sua simplicidade de valores e de história e pela mensagem tão profunda que transmite.

Uma das coisas que gostaria de partilhar do livro é abordada a questão da partilha dos ensinamentos de finanças pessoais como uma forma de contributo para a posperidade económica de uma sociedade, uma vez que ao contrário do que a maioria das pessoas o conhecimento da riqueza quando é partilhado não se divide mas antes multiplica-se. Vou utilizar o mesmo exemplo do livro. Se tenho um terreno e vou contruir um palácio, o terreno vai valorizar, mas a pessoa a quem adjudiquei a obra também prospera porque está a ganhar dinheiro, e essa pessoa está a contratar outras que também prosperam porque têm trabalho e assim sucessivamente e o reino prospera porque recebe os impostos mas também a valorização do que foi construído.

Continuo a achar que o caminho é a educação financeira, não só em crianças mas também nos adultos. É essa questão deixar de ser tabu...

Quais são recomendações de livros sobre este tema?

segunda-feira, 5 de abril de 2021

Sobre os aumentos salariais

 



É comum algumas empresas "oferecerem" os aumentos salariais dando duas alternativas: o salário base e por outros beneficios que não o salário direto (ex: prémios anuais, vales creche, vales formação, etc).

E para analisarem se estão a fazer um bom negócio, acho importante refletirem sobre:

- Se recebem esses montantes por alternativas ao salário, essa parte não é contabilizada nos cálculos dos subsídios de férias e de natal.

- Também não entra para o apuramento do subsídio de desemprego (caso necessitem), nem para a reforma.

- Podem ter outros beneficios associados ao salário ex: fundos de pensões, plano de benefícios que também não vêm refletido esse apuramento.


Posto isto, o serem aumentados no salário pode fazer-vos subir de escalão e isso "comer" grande parte do vosso aumento. Mas não avaliem apenas o imediato, contabilizem também o médio e o longo prazo e tomem a vossa decisão conscientes do impacto.

quinta-feira, 1 de abril de 2021

Investir em nós próprios




Um dos objetivos do ano era manter o investimento em mim atráves de formação, novos conhecimentos e aprendizagens. Isso pode ser conseguido de várias formas: formações pagas, formações gratuitas, leitura de livros, acompanhamento de ted talks ou poadcast.

Então e qual é o balanço até agora?
Eu acho que positivo! Estou a fazer um curso de finanças pessoais oferecido pela empresa que poderá prolongar-se até 1 ano. Ia bem lançada no primeiro e segundo módulo e agora tenho ido mais devagarinho. Tenho assisto a várias formações on-line sobre investimento imobiliário e também estou a experimentar uma nova ferramenta no linkdin. Posto isto, acho que se mantiver este ritmo de aprendizagem ao longo do ano, vai ser um ano de muitas aprendizagens!!

Estou ainda a ler um livro "O Homem mais rico da Babilónia" e tenho ainda em pausa o "Contas Poupança 3".

Ahh e nada disto é mentira hein!

E vocês? Estão a investir em vós?